O primeiro contato com a massagem, que guardo na memória foi aos 4 anos de idade. Lembro-me de andar sobre as costas de meu pai e de minha mãe, massageando com os pés. Achava divertidíssimo. Décadas depois, me vi fazendo um curso nesta área que, por fim, se tornou uma profissão pela qual sou apaixonada.

Massagear, como vejo hoje, é uma verdadeira arte! Uma expressão de amor!

Relembrando meus tempos de infância, pisoteando as costas de meus pais, tenho uma convicção de que massagear é algo inato, não só em humanos, mas em boa parte dos animais também. Diria que é algo instintivo ou mais: intuitivo!

Mesmo sem nunca termos feito um curso profissional, todos já fizemos massagem em alguém, ou em nós mesmos. É natural.

A massagem não é só técnica, é uma dança livre

A massagem profissional tem um lugar especia, dentre outras inúmeras práticas integrativas. É uma maneira muito prazerosa de cuidar da nossa saúde física e emocional.

O conhecimento técnico é fundamental no sentido de realizar as manobras com destreza e segurança. Mas, a massagem tem que se tornar mais do que isto.

Ela tem que se tornar fluida e livre para que o trabalho seja bem feito. Gosto muito de uma frase do Osho e sempre a uso para me lembrar da essência deste trabalho:

Aprenda a técnica – então a esqueça. Então apenas sinta e mova-se pelo sentimento. Quando você aprende profundamente, noventa por cento do trabalho é feito pelo amor, dez por cento pela técnica”.

Muitas pessoas não sabem disso, mas quando afrouxamos um pouco as rédeas e deixamos a vida fluir, algo especial acontece.

Uma beleza brota dos acontecimentos e, de alguma forma, não sabemos como isso se deu. A massagem, assim como muitos outros eventos da vida, tem me mostrado isso cada vez mais. Ela torna-se uma dança, livre, que por vezes, parece se conduzir sozinha.

Os movimentos vão onde têm que ir, se aprofundam onde têm que se aprofundar e uma orquestra inteira é regida naquele momento.

Talvez, o cliente não tenha consciência de todo este movimento, mas, de alguma forma, o corpo sabe e interage. Por isso, é importante uma total entrega neste momento. Um largar-se! Tanto por parte do cliente, quanto por parte do massoterapeuta, pois a verdadeira massagem necessita disso.

Massagem é uma grande lição de vida. Abra-se para escutá-la!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *