Quíron, o Terapeuta Que Cura: A Empatia do Curador Ferido e o Terapeuta

quiron-o-terapeuta-que-cura

Na mitologia grega, existe a história de um ser conhecido por : Quiron, O Centauro (criatura com corpo de cavalo e ombros e cabeça de homem); que era superior aos demais de sua espécie. Enquanto os seus irmãos eram beberrões, indisciplinados e propensos à violência, Quíron era inteligente, civilizado, bondoso e célebre por seu conhecimento e habilidade com a medicina. Quíron era uma autoridade espiritual.

Considerado um semideus muito sábio, foi mestre de todos os jovens heróis da antiga mitologia grega.

Ele fora, acidentalmente, ferido com uma flecha envenenada lançada por Hércules. Por ser imortal, ele não faleceu. Todavia, essa ferida era incurável e se tornou um sofrimento crônico. Tal situação de desconforto fez com que Quíron, a partir da sua própria dor pessoal, pudesse entender a dimensão do sofrimento daqueles que curava.

A influência de Quíron, o Curador Ferido

Essa história transformou Quíron em um exímio curador e o fez ser considerado o Pai das Terapias Curativas, sendo chamado de Curador Ferido.

Carl Jung se apropriou dessa imagem para dizer que, um terapeuta pode ajudar na cura de pessoas, por ele mesmo ser um doente.  Mais tarde, um padre chamado Henri Nouwen, escreve um livro com esse título, falando da maneira tão mística que homens e mulheres, marcados por suas dores, são capazes de ajudar pessoas e suas feridas no processo da cura.

Como terapeutas e/ou profissionais da saúde, precisamos encarar nossas dores e limitações e isso nos fará olhar para o outro com empatia, compaixão, misericórdia e amor incondicional. Não somos blindados do sofrimento, mas podemos usar das nossas próprias dores existenciais para agir com reverência diante da dor do nosso próximo.

Somos Curadores Feridos

Assim como nos ensina o Mito do Centauro Quíron, nós, Terapeutas e Curadores temos a tarefa de encontrar nossas partes feridas para experienciar o encontro com nossa Cura interior que esta em latência esperando nossa atenção, acolhimento, nosso olhar amoroso e atenção.

“As nossas feridas interiores são acompanhadas de uma Sabedoria profunda e através desta fresta é que a Luz pode entrar em nós ” .

  • Quíron representa dentro de nós curandeiro ferido, aquele que, por meio da própria dor, pode compreender e avaliar a dor dos outros; e consequentemente enxergar a diante daqueles que simplesmente se conformam cegamente com a sina.
  • Encarando este nosso Arquétipo, podemos ter a vivencia e dimensão real e autentica da dor daquele que nos buscam com a esperança de um alívio, autocura e entendimento da sua remissão e libertação da parte ferida.
  • Somos tomados de uma Compaixão e da facilidade para realmente fazermos, como instrumentos da Divindade uma transformação nas pessoas, em nós e no Planeta.
  • Quiron é um portal para dimensões amorosas e sublimes de Cura e Amor Incondicional.

Este Ser Mestre que é, ao mesmo tempo: Um Aspecto em nosso Mapa Natal, Um Asteróide e um Arquétipo Psicológico, nos conduz a parte de nosso ser que se eleva as questões do Espírito, para compreender aquilo que o universo que o criador quer de nós.

Ele simboliza o nosso Mestre espiritual, o Xamã, dentro de nós intermediário, entre o nosso mundo interior e os conhecimentos das leis que regem o universo Quíron em verdade é o ferido que cura por intermédio do reconhecimento da própria dor interior.

Convido vocês e se conectarem com este Arquétipo e parte de vosso Ser Interior que conduzirá a sua Jornada de Alma e Cura Interiro a fazer esta Ponte entre o seu interior e o Sagrado Unviversal.

No mais, sugiro que você medite sobre o assunto e reflita: ” São as suas dores seus maiores Mestres… Sejam estas de Fundo emocional/afetivo; físico/orgânico e ou Espiritual. Seja a Luz para o seu mundo e em seguida : SEJA A LUZ NO MUNDO.

Por: Rodrigo Goston, Astrólogo, Coaching Espiritual e Terapeuta Holístico e Floral. Abraços de Luz