Síndrome de Burnout: o que é e como evitá-la dentro da sua empresa

Muito comentada no ambiente corporativo a Síndrome de Burnout vem se tornando um problema cada vez mais agravante para colaboradores e empresas. Mas, você sabe o que é a Síndrome de Burnout? 

O termo burnout vem da língua inglesa e pode ser traduzido como esgotamento, assim, a Síndrome de Burnout é associada ao extremo cansaço físico, mental e espiritual do paciente. 

Isso ocasiona um verdadeiro esgotamento no indivíduo, o problema é resultado, na maioria dos casos, de jornadas árduas de trabalho, falta de controle sobre o trabalho, baixos incentivos da empresa ou até mesmo desmotivação gerada pela própria corporação. 

Nesse artigo vamos te apresentar quais são as causas da Síndrome de Burnout, os seus sintomas e formas de tratamento, como prevenir a condição,  além dos impactos dentro do ambiente corporativo. Vamos nessa? 

O que é a Síndrome de Burnout?

A Síndrome de Burnout é um mal que atinge o indivíduo nos campos físico, mental  e espiritual, prejudicando diretamente a relação do mesmo com o trabalho e sua vida pessoal. 

Trata-se de um distúrbio psíquico, pois afeta diretamente fatores como humor, raciocínio, comportamento e relacionamento com o outro, e  foi registrado pela primeira vez pelo psicólogo norte-americano Freudenberger, em 1974. Assim, a discussão sobre o tema foi ganhando espaço e diversos estudos desenvolvidos. 

O que causa a Síndrome de Burnout?

Já sabemos que a condição é causada devido às condições desgastantes de trabalho. O que ainda não falamos é que existem algumas situações que estão diretamente relacionadas com as causas da síndrome. São elas: 

  • Longas jornadas de trabalho: cargas horárias muito longas se relacionam diretamente com o nível de produtividade do colaborador.
  • Falta de incentivos da empresa: o funcionário não se sente valorizado pelo seu trabalho quando não há nenhum reconhecimento pelos resultados gerados.
  • Competitividade empresarial: muitas empresas incentivam os funcionários a competirem entre si de maneira não colaborativa, o que leva a pressão psicológica e insatisfação de muitos. 

Além disso, diversos fatores internos podem favorecer a síndrome e por isso é interessante uma análise de todo o cenário em suas medidas de precaução.

Quais são os sintomas da Síndrome de Burnout?

Os sintomas da síndrome são convertidos em atitudes que podem ser percebidas por pessoas próximas, gestores ou colegas de trabalho, e incluem questões como:

  • Atitudes agressivas;
  • Isolamento;
  • Falta de interesse no trabalho;
  • Aumento do consumo de álcool;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Irritabilidade;
  • Pessimismo;
  • Falta de foco;
  • Baixa autoestima;
  • Perda de prazer. 

Além disso, a condição atinge o nosso corpo físico levando à perda do apetite, dores musculares, fadiga, dor de cabeça e hipertensão. 

Quais são os impactos da Síndrome de Burnout em empresas? 

A Síndrome de Burnout, além de ser extremamente prejudicial para o colaborador e sua saúde mental, também impacta as empresas de diversas formas. Nestas se destacam:

meditação no trabalhoPowered by Rock Convert
  • Queda da produtividade: empresas que possuem colaboradores com a síndrome tendem a diminuir seus níveis de produtividade 
  • Presenteísmo: funcionários que estão presentes na empresa porém somente físicamente, não se concentram verdadeiramente em seus trabalhos o que impede resultados realmente satisfatórios.
  • Absenteísmo: ausência contínua do colaborador na empresa, o mesmo começa a faltar o máximo possível, o que interfere diretamente na produção diária. 
  • Diminuição da lucratividade: com a baixa produtividade empresarial, consequentemente há uma queda da lucratividade da empresa.

Assim, a condição originada do burnout é prejudicial para o portador da síndrome e também para a corporação que o mesmo trabalha, cabendo à empresa cuidar de seus funcionários para evitar que situações como essa ocorram e prejudiquem a todos os envolvidos. 

Como prevenir e evitar a Síndrome de Burnout na sua empresa? 

Primeiramente devemos entender que o cuidado com o colaborador é aliado fundamental para evitar esse tipo de problema emocional. Uma empresa que cuida de seus funcionários está contribuindo para um ambiente mais fluído e harmônico, e assim, elevando os níveis de produtividade e até mesmo de lucratividade. 

  • Identifique a fonte do problema: o porquê do alto nível de insatisfação com o trabalho e o que a empresa pode fazer para melhorar isso.
  • Pratique a comunicação interna aberta: entender o sentimento dos colaboradores em relação a empresa é de grande ajuda na resolução de problemas. 
  • Ofereça o bem estar dentro da empresa: cuidar da saúde mental nunca foi tão necessário, procure por soluções que atendem o ambiente corporativo. 

Como tratar a Síndrome de Burnout?

O tratamento tem como base a psicoterapia, podendo envolver também o uso de alguns medicamentos antidepressivos ou ansiolíticos. Além disso, pode ser complementado com o uso de técnicas conhecidas como terapias holísticas ou saúde integrativa, que buscam cuidar do nosso ser por completo. 

Exercícios físicos, atividades que envolvam família e amigos, e descanso são grandes aliados no tratamento da Síndrome de Burnout – sempre seguindo as recomendações médicas. 

Caso o paciente não siga o tratamento conforme as orientações profissionais, o transtorno pode aumentar, ocasionando uma depressão ou algum outro tipo de distúrbio psicológico. 

Como lidar e ajudar pessoas com Burnout?

A melhor forma de conversar com um paciente que esteja sofrendo com a síndrome é primeiramente demonstrando empatia. Entenda se ele está esgotado devido a uma condição relacionada a trabalho. Se sim, cobranças e assuntos desse tipo não serão a melhor opção de conversa. 

Nunca devemos trazer qualquer tipo de negatividade para quem está sofrendo com Burnout e acima de tudo o que podemos fazer de melhor é oferecer apoio, ter atitudes e palavras amigas, ajudar a pessoa a se distrair e trazer bons momentos para quem está vivendo esta fase. 

Assim, seja um amigo e Incentive o colega que está vivenciando a Síndrome de Burnout a seguir corretamente o seu tratamento psicológico e as recomendações dos profissionais especialistas. 

Um mal não necessário, a Síndrome de Burnout pode ser evitada! 

Diante de tudo que foi apresentado, lembre-se que a Síndrome de Burnout é uma condição que pode ser prevenida, através de muito cuidado e compreensão do cenário empresarial. 

Assim, acreditamos que  as empresas funcionam como uma grande máquina, e para funcionar bem todas as engrenagens devem estar cumprindo o seu papel. Cuide de seus colaboradores, as engrenagens mais importantes no funcionamento da corporação,  e os resultados serão realmente transformadores!


Quer melhorar a qualidade de vida dos seus colaboradores para um alto nível de bem-estar que valerá para a vida toda? Comece a adotar terapias holísticas na sua empresa com empresas qualificadas como a Holos e previna que eles desenvolvam distúrbios como o Burnout.

bem-estarPowered by Rock Convert